domingo, 2 de outubro de 2011

Elogios

Já perceberam o quanto nós temos dificuldade de dar elogios? E de recebê-los, também?

Exemplos: quantas vezes vocês já disseram 'você ficou ótimo nessa roupa'? Quando você diz isso, está qualificando a roupa, a roupa 'tornou' a pessoa bonita. Experimentem dizer 'essa roupa ficou ótima em você' ao invés, e vocês perceberam que causa um efeito positivo, efetivamente. Peçam para alguém dizer das duas formas também, a diferença é sensível.

O mesmo acontece com o 'cara', 'garoto', 'garota', 'menina' etc. 'Você é uma menina muito inteligente'. 'Uma menina' pode ser qualquer pessoa, não é necessariamente você. Já quando você fala 'Você é inteligente', aí sim, o elogio torna-se pessoal, único, feito para você (Itaú feelings?).

E a receber elogios? Quantas vezes, quando alguém te elogiou, você não disse 'Ah, que isso!', 'Sério, você achou?' ao invés de um simples 'Obrigado!'. E uma coisa que as pessoas confundem muito é humildade com modéstia. Modéstia é mentir, é dizer que você não é o que você sabe que é. É dizer, sabendo que é bonito, 'ah, eu nem sou bonito assim' (isso também pode ser uma forma de extrair carícias ou elogios). Humildade é, saber que ser bonito não te faz melhor do que ninguém. E isso vale para todas as outras qualidades. Experimentem apenas agradecer diante de um elogio real e verão que é bom, é 'quentinho'.

As pessoas tendem a guardar elogios para momentos especiais, quando na verdade eles devem ser dados todo o tempo. E isso não quer dizer mentir, quer dizer que você repara nas pessoas e consegue observar suas qualidades também. Gongar, todo mundo gonga sem muito problema, mas e elogiar? E isso nada tem a ver com bajulação, tem a ver apenas com reconhecimento.

Tem um texto muito legal que explica a questão de carícias positivas e negativas para crianças, segundo a Teoria da Análise Transacional, leiam aqui. É o primeiro texto.

6 comentários:

FOXX disse...

bem interessante...

Cara Comum disse...

Discordo de muita coisa escrita aí, mas não quero ficar argumentando não... hehehe

Abraços!!

DPNN disse...

eu acho que no caso de "você ficou ótimo nessa roupa", o efeito é o contrário do que você falou, pois aí sim o foco está na pessoa, e não na roupa, como em "essa roupa ficou ótima em você".

Mas isso tudo é cultural. Um alemão, se você pergunta "o que você achou?" ele vai te responder, mesmo que seja pra dizer que você ficou horrível. Para eles, se você pergunta, a pessoa tem a obrigação de responder com sinceridade...

Ah, ser bonito faz a pessoa ser melhor sim, não dá pra negar... não é tudo, mas o mundo te olha de forma diferente.

Lobo disse...

Eu tenho problemas com elogios. Não consigo. Na minha cabeça, quem elogia o faz para receber um agrado de volta, e nem sempre estou disposto a isso. Soa quase que como obrigação.

Beijo Gui!

Mulher Asterísco disse...

Toda razão...quantas vezes já não disse o maldito "são seus olhos" diante de um elogio? earghhhhh

railer disse...

ao final do meu texto sobre 'orações para bobby', existem dois links de postagens antigas que tem a ver com o assunto.
veja o segundo, sobre o poder das palavras em elogios e em críticas...