sexta-feira, 1 de abril de 2011

Bloodless

Hoje rolou aqui na UFF, no Instituto Biomédico, a campanha Universitário Sangue Bom. É um projeto do Hemorio que está passando por várias faculdades com o objetivo de abastecer os bancos de sangue. Além do pessoal ser super prestativo, mega atencioso, sente a propaganda: juro que fui la só para conhecê-lo!

A entrevista é aquela coisa, né, ainda usam o conceito completamente ultrapassado de grupos de risco (como se ainda houvesse isso), então, para um gay doar, ele teria que, necessariamente, mentir. Se você teve pelo menos uma relação sexual com homens nos últimos 6 meses você já é considerado inapto. Se tiver mais que 1 parceiro, idem. Fora todas as restrições de medicamentos etc.

Se por um lado isso 'melhora' a qualidade do sangue, uma vez que acaba que muita gente que, de fato, está em situação de risco (camisinha já elimina boa parte, não usar drogas injetáveis, quase todo o resto), por outro, acaba por impedir que muita gente saudável doe sangue. Depois fica complicado colocar propaganda na televisão para doar, né?

De qualquer forma, cheguei à conclusão de que doar sangue é uma ação economicamente favorável. Por que? Simples, porque com 420 ml de sangue a menos, você gasta menos dinheiro bebendo até ficar bem. Portanto, pensem dessa maneira para superarem seu medo de agulhas: doar sangue é um investimento no seu bolso!

OFF TOPIC: Sobre a nuvem negra que tem pairado sobre mim nas últimas 3 semanas: tô vivendo. Não acho que 'a vida é assim', 'todos passam por dificuldades', 'a vida é injusta', 'a vida....'. Mas, se cheguei até aqui, não vejo nem meu horizonte. Ele está tão distante que vou passar a vida inteira procurando-o e não vou encontrá-lo nunca. Não nasci para aceitar as coisas de cabeça baixa.

Vocês viram que maravilha dois posts numa mesma semana? Há quanto tempo isso não acontecia? O nome disso é Internet, meuamô! Vou levar o Lobo para buatchy hoje, suas lindas. MORRÃO de inveja :X.

Mais Informações sobre o Programa: http://www.universitariosanguebom.com.br

9 comentários:

| Diego Dellano disse...

Se jogaaaaaaaaa! hahaha

Ha, ja tentei doar sangue, mais na época tinha acabado de fazer minha tatoo.

Cara Comum disse...

Tirando o Off topic depressive show, curti muito o post. não é pra aceitar as coisas de cabeça baixa não, meu bem. É pra resistir bravamente pq o vento muda a direção uma hora...

Mas este post me lembrou uma história que vivi: fui tentar doar sangue pra um amigo uma vez e, por eles trabalharem com essa mentalidade de grupo de risco, o cara da entrevista me barrou porque eu sou bissexual. E só por isso.

Saí puto do Hemocentro, achando um preconceito descabido e sem saber direito o que fazer pra protestar. Vou pro ponto de ônibus e me aparece um mendigo que me aborda assim:

"Ô sangue bom, me arruma um trocado??"

Respondi na lata, com raiva do mundo:

"Sangue bom o cacete!! Meu sangue é ruim pra caralho só porque eu sou viado."

O cara ficou me olhando passado um tempo e falou "Deus te abençoe"...

kkkkkkk

..::voy::.. disse...

o lobo numa buatchy??? aguardando anciosamente pra ler o desfecho disso...

abraços do voy

Lobo disse...

Depois eu preciso que você venha aqui dissertar mais sobre a teoria e prática de beber com sangue de menos no corpo.

Grato. Hahaha

Bruno disse...

P.T.

fim

Júlio César Vanelis disse...

No início eu nem liguei não... Mas eu confesso que depois de refletir um pouco, essa norma da Anvisa que proibe homossexuais com vida sexual ativa há pelo menos 6 mese de doar sangue é muito tosca, para não dizer uma discriminação gratuita. Eu seria hipócrita se não admitisse que me senti mal quando não coletaram o meu sangue porque eu falei a verdade...
De qq forma, valeu a intenção, né?? XD
E quanto ao OFF TOPIC, é o melhor que vc faz, gato... A vida taí pra ser vivida, mesmo diante das adversidades...

Beijão procê, amigo... até o próximo

Candy disse...

Olha ele todo trabalhado na filosofia de vida e na campanha de doação de sangue. Quem é ele, meu amooor!? xD[

Espero que tenha se divertido na buatchi!

Bjs

inconstanteblog disse...

Ah, eu dôo sangue com certa regularidade... e com algumas mentirinhas quando em vez. Mas sei que não faço parte do grupo de risco.

Mas lá tem perguntas bem idiotas. Uma das top 10 é direcionada às mulheres "você já transou com homem que tenha transado com outro homem?".

Como assim? Eles esperam que toda mulher doadora de sangue tenha pergutado isso a seus parceiros?

Esse questionário precisa, urgentemente, de um up-to-date. Considerar gays como grupo de risco só pela condição é ultrapassado e ridículo!

Rodrigo disse...

Cara, que bacana. exemplo a ser seguido