domingo, 27 de fevereiro de 2011

Se Joga, Bee

Gente, hoje a vibe é meu diário.

Olha, estou bêbado, mas quem são vocês para me julgarem? (brinks, não estou na defensiva não). As pessoas me oferecem vodka às 21h de um domingo num ônibus lotado e quem sou eu para recusar, né? Já bebi o mundo antes, agora sou bêbado.

Estou me esforçando para digitar tudo certo, porque né, não tô nessa vibe de não ser entendido. Esse fds rolou uma maratona frenética de festa e bloco com Eah. E, olha, não sei se poderei usar minhas pernas novamente porque eu não as sinto.
Fato foi que eu nunca fui à uma festa acompanhado antes e vou te dizer, foi muito estranho. Realmente quando você está acompanhado parece que todo mundo te olha, uma loucura. But, como eu estava muito bem acompanhado, olhares lançados não eram retribuídos, porque né, sou fiel. Vou dizer também que é uma sensação muito boa, saber que você sempre terá 'a quem voltar' na festa. Muito diferente de ficar com uma pessoa na festa inteira. 

Eu nem sei explicar porque eu não sei lidar com relacionamentos. Nunca namorei, nunca fiquei sério (aliás, nem sei a diferença dessas coisas), então para mim é tudo novo. É tudo uma experiência nova, que eu resolvi que quero experimentar. 

Sendo sincero, ainda tenho muitos medos em relação à Eah. Tenho medo de estar indo rápido demais, de não estar sendo agradável, exatamente porque eu não sei como agir. 

Aliás, sendo mais sincero ainda: confesso, estou apaixonado. E eu nem sei o que isso significa. Só sei que tudo é diferente. Tudo é...bom. O beijo é bom (tão bom que eu sempre fico 'constrangido', se é que me entendem), o papo é bom, tudo é bom. Sei nem explicar isso, sabem, achei que não existia. Mas olha, pelo que me disseram (juro que perguntei isso para várias pessoas), é isso estar apaixonado. É o querer bem, o querer estar perto, é tudo.

Só queria que as coisas ficassem claras e Eah mandasse um sinal bem claro para mim de que também está nessa vibe, porque né, super não quero ser chato com ele. Eu? Se eu me enganar e estiver me envolvendo (há! parece até que não estou envolvido ainda), vou superar. Total não sou do tipo que vai chorar pelos cantos. Talvez bêbado, mas passa. Se não puder ter Eah como algo a mais, que seja pelo menos como amigo. Ou não, depende dele também.

Porém, quem quer começar uma história já pensando no seu término? Eu simplesmente decidi que vou me jogar do abismo, como disse o Autor. Mesmo que seja para me estabacar e saber o gosto da dor. Que seja, a vida é muito curta para a gente ficar ponderando tanta coisa. Só quero viver, só quero sentir as borboletas no estômago (isso para mim ainda é mito, beijos), mesmo que o impacto me deixe no chão durante um tempo. Do chão eu não passo, não é?

Eu estou em um momento em que minha concepção de vida é simples: just be. Apenas seja. Apenas seja você mesmo ou seja o que quiser. Se quiser dar pinta horrores na rua, dê. Qual o problema nisso? Qual o problema em 'parecer' gay? Qual o problema em ser bichinha? Se quiser ser machão, seja. Se quiser amar, se apaixonar, porque não?

E é isso aí. Vou me jogar. Só espero que seja de mão dadas com Eah, porque aí, vai ser muito mais gostoso.

[Não me critiquem porque meu texto não tem nada a ver com nada porque não sou obrigado. Grato.]

15 comentários:

Rodrigo disse...

falaste tudo: se joga!

Paulo Braccini disse...

a vida é por aí ... se joga mesmo ...

;-)

Antonio de Castro disse...

tá só começando.

aproveita.

Fred disse...

Tem que (sempre) fazer valer a pena. Portanto, te joga!!!! Hugzzz!

Ro Fers disse...

Se joga nessa paixão, vai fundo..
Abraços

Rafa disse...

Opa, novidades que eu não tava sabendo! Qual é a graça da gente não se jogar: viver sempre com medo? Não dá, né?

Bj

Júlio César Vanelis disse...

É isso api amigo... esse é o Gui que eu conheço... O cara que não tem medo de viver a vida...
Vai fundo Gui... Te garanto que, caso vc leve um tombo, nem vai machucar tanto... Não acho que o Eah vai deixar vc se machucar tanto assim... Ee é um cara maneiro (Vips conhecem o pretendente antes de todo mundo, beijos)... heheh
Olha, to impressionado com a sua revolução no mmodo de pensar... Cadê o renato Aguieiras para ler isso aqui, chetchy?? hahahahahahha (calma, foi só zuação)... ;)

Um beijo, seu lindo... Ateh

inconstanteblog disse...

Mais um a apoiar!

Só uma ressalva, se o pulo for a 2, vc e o Eah, pode relaxar que não vai se estabacar não! Como bem escreveu o Júlio, a 2 vc vai voar ;)

Xêro!

Candy disse...

Cara, é isso aí!! Ta certíssimo! A felicidade é o mais importante. Fico feliz que esteja bem...

Bjs!!
bye

FOXX disse...

finalmente!

\o/


finalmente, Jesus abençoado!

\o/

300 almas se salvaram do purgatório agora!

finalmente!

\o/

DPNN disse...

Adorei o post... Você deveria beber sempre antes de blogar... deixe uma garrafa de 51 do lado do computador...

Lobo disse...

Reza a lenda que quem não se joga, não sai do chão.

E enxota o azar da sua vida, pela mor de Deus hahaha

Autor disse...

Ai, que bonitinho.
Tá tudo mundo apaixonadinho, meu Deus!
Adoro blogueiros apaixonados (like me).

E fui até citado, que honra!
:-)

Quero conhecer o dito cujo, heim!
Porque o meu será apresentado à sociedade carioca na semana que vem, se tudo der certo, rs

SG disse...

Não há coisa melhor no mundo do que essa coisa que chamamos de amor, não?

Boa sorte para vocês!

Cara Comum disse...

Aêêêêêê!!!!

Quando a gente entra na fase do "se joga" é que a coisa começa a ficar boa...

Sucesso pra vc!!!

Abração!